bacharelado em educação física

Bacharelado em educação física vale a pena? Conheça o mercado!

Você era ou é aquele estudante que adora a disciplina de educação física? Caso você já tenha saído da escola, e tem interesse por esportes e outras atividades relacionadas ao movimento. Saiba que tem cursar o bacharelado em Educação Física pode ser uma excelente opção de carreira. 

As áreas de atuação do profissional educador físico são diversas. Este profissional pode preparar atletas, trabalhar em academias, entre outras. Mas se você está se perguntando sobre o professor de educação física, saiba que para ser um professor você precisar cursar licenciatura em Educação Física. E qual a diferença entre licenciatura e o bacharelado

Você confere neste post! Além disso, veja como é o curso bacharelado em Educação Física e as áreas de atuação. 

Diferença entre licenciatura e bacharelado em Educação Física

No curso de licenciatura em Educação Física o estudante é preparado para dar aulas. Somente os licenciados podem trabalhar na área de educação. O professor de educação física deve oferecer aulas com atividades recreativas e treinar e praticar esportes. Deve também treinar os alunos para competições dentro da escola e ou fora. 

Como essa é uma disciplina obrigatória no currículo dos Ensinos Fundamental e Médio, o campo de trabalho é bastante promissor.  Nos dias de hoje, a prática do esporte é tão difundida que até mesmo escolas de educação infantil podem abrir espaço para esse professor.

No entanto, o bacharelado é voltado para os profissionais que querem trabalhar diretamente no mercado.  Como já dito, este profissional pode atuar em qualquer estabelecimento ligado a atividades físicas. 

Em clubes esportivos de qualquer modalidade, ele é o responsável por garantir que os atletas mantenham um bom condicionamento físico para que alcancem um alto rendimento em torneios oficiais.

Como é o bacharelado em Educação física?

O curso bacharelado em Educação Física dura de quatro anos, pode ser ofertado nos períodos: matutino, vespertino ou noturno, quanto em período integral. Este curso tem como foco formar profissionais capazes de promover a saúde e capacidade física por meio do ensino e prática de atividades corporais. O estudante se aprofunda nas modalidades esportivas, nas práticas de desenvolvimento físico, nos métodos de treinamento funcional e nas análises de evolução físico-motora.

Além disso, os conteúdos contemplam diferentes particularidades regionais, identidades culturais, educação ambiental, trabalho, necessidades das pessoas portadoras de deficiência e de grupos e comunidades especiais.

Ao final do curso, o aluno precisa cumprir de dois a quatro estágios supervisionados e obrigatório. 

A grade curricular do bacharelado em Educação Física traz muitos conteúdos relacionados a fisiologia e as práticas esportivas. Conheça algumas disciplinas: 

  • Anatomia sistêmica;
  • Ética na saúde;
  • Fundamentos da educação física;
  • Fundamentos de biologia;
  • Organização de políticas da saúde;
  • Atividade física, saúde e qualidade de vida;
  • Corporeidade e motricidade;
  • Metodologia do ensino do futsal;
  • Metodologia do ensino do handebol;
  • Prática profissional em ed. Física;
  • Teoria e prática da natação;
  • Aspectos fisiológicos da criança e do adolescente;
  • Educação física nas unidades e programas de saúde;
  • Futebol de campo;
  • Metodologia da ginástica de academia;
  • Metodologia da hidroginástica;
  • Prática profissional em ed. Física;
  • Práticas corporais alternativas;
  • Prescrição de exercícios para grupos especiais;
  • Socorros e urgências em atividades físicas.

Mercado de trabalho

Você já deve ter percebido que bacharel em Educação Física tem muitas possibilidades de atuação, certo? Algumas áreas não são tão conhecidas, como: auxiliar no tratamento de portadores deficiência, postos de saúdes e até mesmo hotéis e acampamentos. Já as mais conhecidas estão entre: preparar atletas de diversas modalidades esportivas, trabalhar em empresas, academias,  personal trainer, spas, entre outras. 

A boa notícia é que mesmo sendo um mercado muito concorrido este profissional dificilmente fica sem emprego. De acordo com a publicação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a cada 100 novos educadores físicos, 89,74% deles estão empregados formalmente.

Salário

Conforme relatório do Ipea, o educador físico brasileiro ganha por volta de R$ 2.786,31 e trabalha, aproximadamente, 38,75 horas semanais. No entanto, vale ressaltar que essa média salarial não é válida para aqueles profissionais que optam por ser autônomos e atuarem exclusivamente como personal trainers ou preparadores físicos particulares de profissionais amadores e olímpicos.

O órgão ainda destaca que essa área está entre as 22 carreiras que mais geram oportunidades de trabalho no país, ocupando a 11ª colocação.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange