Como criar um artigo patrocinado que agrade a cliente e leitor

Olá amigos blogueiros! Antes de mais nada, sei que vos devo uma explicação. Há uns dias já que o BcF não tem posts com a regularidade a que todos estamos habituados, mas de momento estou sozinho trabalhando para a criação de conteúdo por aqui e outras ocupações estão dando cabo de mim, por isso acabo não tendo a disponibilidade que gostaria para postar.

Mas, passando essa fase à frente, vamos agora sim ao post de hoje.

Há alguns dias atrás, eu falei em um post sobre as coisas das quais não me orgulho na blogosfera atual e uma delas era a forma como os artigos patrocinados eram concebidos. Não gosto da forma como as pessoas mudam de opinião de acordo com a quantidade de “notas” que recebem ao escrever um artigo elogiando disparatadamente e sem bases qualquer que seja seu anunciante. Acredite em mim! Se lhes pedissem que escrevessem um artigo falando bem do Bin Laden e dizendo até que ele era melhor para presidente que o Obama, certamente que muito blogueiro aceitaria a proposta, o que é absolutamente ridículo.

Pois bem, hoje vou referir algumas regras e técnicas que devem podem seguir para criar artigos patrocinados que agradem, tanto ao cliente, como ao leitor de seu blog, possibilitando-lhe assim que junte o útil ao agradável!

Como criar posts patrocinados de qualidade

Criar um artigo patrocinado de qualidade não é tão fácil assim como parece. Há partida, podemos até achar que basta seguir as indicações doadas pelo anunciante e elogiá-lo sem dó nem piedade que já estará ganhando, mas não é bem assim.

Abaixo verá então algumas dicas que poderá seguir para evitar problemas e sair sempre ganhando com novas propostas!

EVITE FAZER “FIGURA DE URSO”

Será que vale a pena ganhar 60-100 reais por um artigo patrocinado se isso representar uma queda nas visitas superior a 10% ou mais?! Não me parece, mas isso pode mesmo acontecer caso abuse nos elogios infundados. Acredite, 99% das pessoas (incluindo blogueiros), não curtem gente falsa! E mais, não é só seu blog que ficará perdendo, mas também você enquanto pessoa e sua reputação na web. Afinal de contas, a diferença entre quem faz esse tipo de artigos patrocinados e as prostitutas, é que pelo menos prostituta não tenta esconder o seu real valor!

JAMAIS DEIXE QUE O ANUNCIANTE DEFINA O TEOR DO ARTIGO!

Esta é uma das questões mais ridículas no que toca a artigos patrocinados. Um blogueiro é um formador de opinião, certo? Então como é possível que você, que usa seu blog para expressar livremente suas ideias, pode deixar se influenciar por uns trocos e “vender” sua opinião em troca de dinheiro? Pense bem nisso, pois não estará vendendo só sua opinião, mas um pouco também de sua liberdade, que tantas vidas custou no passado para ser conquistada!

Defina regras rigorosas e dê a conhecer seus ideias para os anunciantes. Se eles querem uma verdadeira resenha em seu blog, então terão que deixar que seja você a avaliar o seu projeto e a demonstrar sua opinião única e verdadeira sobre ele.

É assim que muitos grandes blogueiros trabalham e é por isso que eu sempre gosto de ler resenhas por lá, pois sei que a opinião demonstrada é a real opinião do blogueiro que tanto admiramos.

NÃO ACEITE ARTIGOS CRIADOS PELO ANUNCIANTE!

Este é um dos erros que também cometia até há bem pouco tempo, mas que a experiência me levou a rejeitar. Não mais estarei aceitando em meus projetos artigos patrocinados criados pelo anunciante, pois isso seria uma cópia (bem mais horrenda) do erro que referi no ponto acima. Eu não mais aceito artigos criados pelos anunciantes, e você?

SEJA SELETO NA APROVAÇÃO DE ANUNCIANTES!

Uma coisa que eu sempre admirei em artigos patrocinados realizados pelo Paulo Faustino, do Escola Plus é a enorme coerência e seriedade/profissionalismo com que ele cria o seu artigo patrocinado (aliás, eu já anunciei por lá e sei do que falo). Uma de minhas atividades favoritas mesmo é ler as suas resenhas. E porquê? Porque ele só anuncia por lá projetos com real qualidade e interesse para os seus visitantes. Por isso que ele, mesmo no que toca a resenhas, consegue sempre criar uma boa interação, pois seus leitores percebem o esforço dele para agradar a ambas as partes. E você, que sempre sonhou em ser um “Faustino da vida”? Esta na hora de começar a seguir suas pisadas, isto se quiser algum dia atingir metade do sucesso que ele agora desfruta!

DEFINA PREÇOS REALISTAS

Quanto vale um espaço em destaque na homepage do seu blog? Está na hora de começar a pensar verdadeiramente nisso e definir preços realistas. Não é possível que ainda existam blogueiros que vendem o espaço com mais destaque em seus blogs (o artigo de primeira página, o primeiro que qualquer leitor olha) por preços ridículos abaixo de 15 euros (cerca de 35 reais)! Olhe para sua concorrência direta, veja os preços que eles oferecem e aposte em uma tabela de preços competitiva.

Bem pessoal, este foi o meu artigo de hoje. Nos próximos dias penso que conseguirei manter uma frequência de posts mais elevada, só peço compreensão e apoio da vossa parte, pois são vocês que me fazem continuar querendo postar sempre! Até mais!

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange